capuchinho

27 agosto, 2006

Ontem olhei para o lado e vi uma coisa comum nas esquinas dos dias: as mães comparavam as filhas. As mães gostam de comparar filhas tal como os homens comparam os filhos machos. Bichos de comparação, género por género, geração por geração. Falavam da história das suas formas, quanto mais tarde mais elegante, quanto mais elegante mais medo de mãe do lobo mau.
"O lobo mau é o diabo no corpo das filhas e os homens, são anjos sem asas — acredita".