écrits du cahier bleu

10 maio, 2008

os dias são mais curtos
agora que te descobri
todo por dentro;
trago ainda a vontade
de tocar o coração
e as tuas penas
interiores
essas, do desejo.
fotografei-te no peito,
uma imagem desfocada
mostrou-me dos teus
lábios, a utopia do beijo
e os teus olhos que
morriam em
melancolias antigas.
olhavam directamente
o tempo e falavam de
nostalgia.
perdi-me nesses
olhos, no canto
da tua sombra
estática.

Sem comentários:

Enviar um comentário