it's just like the 60's, only with less hope

17 outubro, 2010




o momento mais hippy da minha vida (recente) foi quando vi este filme e fui iluminada por esta música e por aquele grand finalle grandioso e burlesco com a hungry march band e o justin bond - the mistress of shortbus. é quase impossível não ensaiar a sensação de felicidade e prazer ingénuo depois deste filme. e também da esperança, que é aquilo sobre o que o filme fala. algo que fazia muito sentido em 2006, no rescaldo de um onze de setembro e de uma modernidade deprimida. faz ainda mais sentido agora.

por isso fui ver esse fantástico justin bond, muito fabulous e glittery. eu gosto dessa nova iorque, da voz do justin bond, das fotos da nan goldin e da genialidade do antony. do anjos na américa e do shortbus. o mundo queer continua a fascinar-me. e a promover o desejo de uma sensação de liberdade sexual plena, de liberdade social e de uma identidade sexual livre, de preconceitos e de juízos.

Sem comentários:

Enviar um comentário