do nosso

07 fevereiro, 2013

rua quarenta e um
(...) Reduzir as expectativas, e ser modestos, ser locais. A nossa rua, a nossa terra, já tem tantos problemas… e resolver as coisas assim. Re-centrar o problema sobre o indivíduo, sobre o bairro, sobre a rua. Ter a rua limpa, a nossa rua limpa, a nossa entrada limpa, a nossa casa limpa, nós limpos… lá em casa, comer-se bem lá em casa (…) é fazer a coisa ao nível do tangível, e daquilo que trás prazer a cada um. E não do que deves fazer e que deves não sei quê, não sei que mais.
Miguel Esteves Cardoso 

Sem comentários:

Enviar um comentário