das estórias

16 janeiro, 2012

all alone
A conversa mais recorrente em Portugal… é sempre com o patrão ou com alguém no poder. É sempre mentira, mentira absoluta… É sempre com a pessoa poderosa.
O português é sempre herói nas histórias que conta. Ao contrário dos ingleses ou do franceses, que contam as histórias, e são eles que ficam mal, ou seja, um momento embaraçoso, enganou-se… O português não. O português conta uma história enorme e ele é que tem razão e que disse e que é o herói… Um herói muito estranho. São estórias profundamente boring, porque já sabes como vai acabar, o fim é sempre: e ele, vira-se para o grande, para o monstro e pronto: “E disse-lhe! Disse-lhe e pronto, o gajo ficou caladinho!”  
Miguel Esteves Cardoso

Sem comentários:

Enviar um comentário